PESQUISAR

 

INÍCIO    ÍNDICE


...para quem se lembrou hoje que o teste é amanhã!

 

Início Orgânica Hidrocarbonetos

Hidrocarbonetos

Os hidrocarbonetos são compostos que apenas são constituídos por átomos de carbono (C) e de hidrogénio (H). Há dois grandes grupos destas moléculas:

  • Hidrocarbonetos alifáticos (não aromáticos);

  • Hidrocarbonetos aromáticos.

Hidrocarbonetos alifáticos (não aromáticos)

Os hidrocarbonetos alifáticos podem-se distinguir pelos diferentes tipos de cadeias de átomos de carbono que apresentam:

  • Cadeia aberta:

Alcanos

São hidrocarbonetos saturados (só com ligações simples). Também podem ser chamados parafinas. Tem a fórmula molecular CnH2n+2.
O nome dos alcanos tem a terminação ano. Os átomos de carbono podem ser primários, secundários, terciários ou quaternários:

Os alcanos com 1 a 4 carbonos são gasosos à temperatura ambiente, enquanto que os com o número de carbonos compreendidos entre 5 e 17 líquidos. Os compostos com mais de 18 carbonos são sólidos à temperatura ambiente. Cada carbono tem os seus substituintes, quer sejam hidrogénios ou outros átomos ou grupos de átomos, ligados em arranjo tetraédrico. É a cadeia de átomos de carbono mais longa que se pode encontrar na molécula que determina a sua nomenclatura.

Os hidrocarboneto insaturados podem ser alcenos ou alcinos.

Alcenos

Hidrocarbonetos que contêm ligações duplas. Também designados por olefinas ou hidrocarbonetos etilénicos. Quando têm mais que uma ligação duplas são compostos polienos. Os alcenos com apenas uma ligação dupla, e lineares têm a fórmula CnH2n.
O nome do alceno é atribuído a partir do nome do alcano correspondente, substituindo a terminação ano pela terminação eno.

Alcinos

São os hidrocarbonetos que contêm ligações triplas. No caso de terem duas ou mais ligações triplas são compostos poliinos. Os alcinos com apenas uma ligação tripla, e lineares têm a fórmula CnH2n-2.
O nome do alcino é atribuído a partir do nome do alcano correspondente, substituindo a terminação ano pela terminação ino.

Hidrocarbonetos
Alcanos Alcenos Alcinos
Metano CH4        
Etano C2H6 Eteno C2H4 Etino C2H2
Propano C3H8 Propeno C3H6 Propino C3H4
Butano C4H10 Buteno C4H8 Butino C4H6
Pentano C5H12 Penteno C5H10 Pentino C5H8
Hexano C6H14 Hexeno C6H12 Hexino C6H10
Heptano C7H16 Hepteno C7H14 Heptino C7H12
Octano C8H18 Octeno C8H16 Octino C8H14
Nonano C9H20 Noneno C9H18 Nonino C9H16
Decano C10H22 Deceno C10H20 Decino C10H18

Hidrocarbonetos cíclicos

No caso dos hidrocarbonetos cíclicos a estrutura da molécula é fechada. O nome é obtido juntando o prefixo ciclo ao nome da molécula de cadeia aberta correspondente (butano - ciclobutano; propano - ciclopropano).

Cicloalcanos

Compostos com cadeia cíclica saturada, de fórmula geral CnH2n, com n > 2.

Cicloalcenos

Compostos com cadeia cíclica com uma ligação dupla, de fórmula geral CnH2n-2, com n > 2.

Cicloalcinos

Compostos com cadeia cíclica com uma ligação tripla, de fórmula geral CnH2n-4, com n > 2.

Hidrocarbonetos aromáticos

Estes hidrocarbonetos são baseados na molécula de benzeno, C6H6, e têm cheiros característicos. A descrição desta estrutura foi feita por August Kekulé, em 1865.

Grupos funcionais

© Miguel Neta, 10-06-2012.